Os Limites e Males do Amor Romântico Para a Relação

Close-up da mulher dando um beijo apaixonado com o marido Foto gratuita

O conceito de amor perfeito é uma invenção cultural que perseguimos por toda a vida. Saiba o que é amor romântico e porque ele pode acabar com sua relação.

O amor ideal, aquele na medida certa para cada um de nós e que não terá fim é o nosso principal objeto de desejo.

Contudo, o ser humano não consegue perceber que passamos a vida inteira perseguindo o amor romântico e nos transformamos em pessoas infelizes e frustradas.

Frustradas porque esse tipo de amor simplesmente não existe. Já parou para pensar que você corre atrás de algo inalcançável?

O pior é que quando perdemos a esperança passamos a nos sentir culpados.

Não é o amor romântico que não existe e sim nós que não o merecemos ou nascemos com um destino infeliz.

De certo, você já ouviu alguém dizer que não nasceu para ser feliz por não conseguir um amor que dure a vida inteira.

Então, trata-se da busca do conceito de amor idealizado culturalmente e não de um sentimento real e alcançável.

Em um dos episódios da série The Big Ben Theory, o Sheldon cita um estudo realizado por Arthur Aron em 1997 na Universidade Estadual de Nova York.

Neste estudo, o autor afirma que é perfeitamente possível fazer com que duas pessoas estranhas se apaixonem em poucas horas.

Sendo assim, o mesmo desenvolveu um questionário contendo 36 questões que os dois indivíduos devem responder um para o outro.

Após responderem o questionário, eles devem se olhar fixamente durante 4 minutos e pronto. Temos uma paixão quentinha tórrida.


A Desconstrução do Amor Romântico

Inicialmente, as perguntas realizadas visam somente que ambos demonstrem sua vulnerabilidade. O que segundo Arthur, gera a paixão.

Com isso, a afirmativa do amor romântico, aquele encontro de almas gêmeas que dura a eternidade é jogada no lixo.

Levando em consideração que este teste obteve ótimos resultados inclusive seu autor o fez, devemos entender de onde veio esta ideia de amor romântico.

Bem, Certamente, os sentimentos que envolvem uma relação não foram inventados por ninguém, é algo natural.

No entanto, o tal encontro de almas gêmeas é algo até bastante recente.

Noutros tempos, dificilmente alguém se casava por amor, as pessoas se casavam por meio de arranjo entre as famílias e depois se apaixonavam com a convivência.

Assim sendo, o amor romântico nasceu com o Romantismo e os ideais da Revolução Francesa.

Na época emplacou-se a ideia de que o encontro de almas gêmeas, o amor avassalador, incontrolável e cheio de magia não somente era o direito do ser humano, mas um dever.

O principal filósofo que emergiu esse pensamento foi o Jean Jacques Rousseau com seu projeto de família nos moldes que temos hoje.

O mesmo abominava os casamentos realizados com o objetivo de perpetrar fortunas e poder, o que segundo ele impedia o desenvolvimento de uma sociedade altruísta, o que seria ideal.

De acordo com o filósofo, a única maneira de o ser humano se dispusesse a sacrificar seus próprios interesses em prol do bem comum, era constituindo uma família nos acomodes do amor romântico.


Porque o Amor Romântico Destrói Relações e Pessoas

Como pode observar, segundo a tese do amor romântico você só alcançará a felicidade se for um abnegado.

O que significa ter a obrigação de sempre se anular dentro do relacionamento.

Deixar de lado seus desejos e até aceitar abusos para que o outro fique bem.

E não é o temos feito durante décadas? Não é o que você tem feito?

O grande problema é que ninguém consegue se feliz abrindo mãos dos seus sonhos e de tudo o que lhe faz bem.

É aquela história do homem ter que abandonar o futebol da quarta e a mulher deixar de usar um shortinho.

Podem parecer coisas supérfluas, mas são os pequenos detalhes que constroem nosso bem estar.

Chega a um momento que um simplesmente desiste de tudo e se entrega à tristeza dentro da relação e o outro resolve procurar a felicidade com outra pessoa ou vai embora.

Já se perguntou por que as pessoas traem, arranjam amantes e estas relações até são duradouras?

Pelo fato de os amantes não exigirem tanta abnegação, por ser mais leve.

Pense bem sobre sua relação e se a idealização do amor romântico não a está matando.


Imagem destaque: Inverno foto criado por solominphoto – br.freepik.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *